Cape Town (Cidade do Cabo) com a CI

Informações Úteis

Área total: 2.445 km²
População: 1,3 milhão de pessoas
Código Internacional: +21

Custo de Vida

Fonte: Numbeo
Real Dólar Euro
Restaurante Ver Mais
Refeição (em local barato) $ 6,84
Fast food (combo) $ 4,11
Água $ 0,70
Cerveja (garrafa) $ 1,69
Refrigerante (lata) $ 0,79
Mercado Ver Mais
Pão (tipo francês) $ 0,87
Ovos (dúzia) $ 2,00
Queijo Local (1kg) $ 7,15
Maço de cigarro $ 3,10
Transporte Ver Mais
Passagem local (só de ida) $ 0,91
Táxi (corrida de 1km) $ 0,91
Gasolina (1 litro) $ 1,22
Passe Comum Mensal $ 33,75
Diversão
Cinema $ 4,83
Academia (mensal) $ 36,19
Outros serviços
Energia, Gás, Água, Lixo (para ap. 85m2) $ 82,12
Internet (6Mbps ADSL - Sem limite) $ 64,76

Cape Town (Cidade do Cabo)

Cape Town (Cidade do Cabo)
4 33 5 comentários
Obrigado pelo seu voto.

Espetacularmente colorida, Cape Town (ou Cidade do Cabo, em português) está entre os dez destinos mais bonitos e badalados do mundo. Conhecida como “Mama África”, é comparada no quesito beleza com o Rio de Janeiro, que (sim!) continua lindo.

A cidade-mãe da África do Sul, localizada na província de Western Cape, é a mais antiga da região sul do continente e fica na ponta mais remota, bem próxima ao Cabo da Boa Esperança. Uma beleza geográfica que, assim como a Cidade Maravilhosa brasileira, impressiona! Pois o lugar fica aos pés da montanha da Mesa (Table Mountain), principal cartão-postal do município, além de ser margeado pelos oceanos Atlântico e Índico.

Para a alegria dos visitantes que não param de chegar, a metrópole que dita moda no país concilia muito bem o entretenimento de vida moderna e cosmopolita com o que há de mais exótico e selvagem no mundo da aventura. Sua rica fauna e flora são um convite a diferentes passeios, seja na praia, na montanha, no campo ou nas vinícolas.

A faceta multicultural é outro atrativo à parte desta ex-colônia de ingleses, holandeses e franceses, muitos ainda remanescentes na região. Hoje, os bairros também são caracterizados entre muçulmanos, judeus, negros, brancos, africâners e outros grupos, que preservam e se orgulham de seus costumes. Àqueles que apreciam as coisas boas da vida e do mundo, Cape Town conquistou de vez importante espaço no mapa global.Só não vai para lá quem não tem espírito de viajante e aventureiro!

Cultura

A herança cultural do passado colonial está em quase todos os lugares da cidade. A influência europeia, sobretudo de holandeses e ingleses, se faz presente na arquitetura, nas artes e no estilo de vida. Na atmosfera charmosa e romântica da cidade, os edifícios e prédios públicos são uma tradição à parte. Pois Cape Town é nada menos que a sede do poder Legislativo da África do Sul.

A história local é contada em vários museus de diversas comunidades. E há quase um deles a cada esquina. O Castelo da Boa Esperança, uma fortaleza típica holandesa com amplo acervo militar; o Museu do Distrito 6, bairro marcado pelo apartheid; o South African Museum and Planetarium, o mais antigo do país fundado em 1825; o Museu do Transplante (o primeiro transplante de coração no mundo foi feito na Cidade do Cabo, em 1967); além de museus das comunidades judaica, islâmica e do bairro malaio de Bo-kaap, estão entre os mais importantes espaços culturais. Para completar, a ilha de Robben, que serviu de presídio para ativistas políticos como Nelson Mandela, é desde 1999 declarada patrimônio mundial pela Unesco e inclui um aclamado museu.

A liberdade de expressão aparece como um dos quesitos mais cultuados na Cidade do Cabo, considerada o reduto e inspiração de artistas de todo o continente africano. O pensamento aberto e liberal da população abre espaço ao público GLS, que se sente em casa por lá. O casamento entre pessoas de mesmo sexo, por exemplo, é permitido legalmente na península.

E se para o povo norte-americano Elvis não morreu, para os moradores de Cape Town Mozart também não. Aos domingos, no Kirstenbosch Gardens, durante o pôr-do-sol, a trilha sonora é justamente do reverenciado músico austríaco. No verão, praças, parques e jardins viram, mais do que nunca, animado palco de incontáveis apresentações de música, dança e teatro.

Comida

Comer é um dos principais prazeres ao visitar a Cidade do Cabo. Pode-se provar lá diversos tipos de comida. São vários os restaurantes e cafés espalhados pela cidade. Exemplo da culinária local Cape Malay, as conhecidas samoosas não podem ficar sem degustação. Essa espécie de croquete de massa de pastel recheado com carne ou vegetais ao molho condimentado é bastante vendida no bairro de Bo-Kaap ou nos cafés e lanchonetes da Long Street.

Outra especialidade gastronômica fica por conta dos frutos do mar. Achados em fartura, são baratos e estão entre os melhores do mundo. Curta um almoço em Camps Bay com mariscos, lulas, mexilhões ou lagosta à mesa, além de um bom vinho branco sul-africano para acompanhar. E para quem gosta de vinhos, vale fazer uma refeição no Groot Constância, a mais antiga vinícola do país.

Noite

cape_night_120X80

Uma das explicações de Cape Town ser a queridinha dos turistas que visitam a África do Sul é a sua vida noturna intensa, com fama de típica cidade que não dorme. Há uma infinidade de baladas para todos os gostos em regiões específicas, como Long Street, Loop, Wale e Orange Street.

A primeira rua, extensa como o próprio nome sugere, é uma verdadeira festa, abrigando lado a lado muitos bares, restaurantes e night clubs, onde a agitação parece não ter fim.

Aos amantes da boa música, o bar-restaurante Green Dolphin, em V&A Waterfront, é ótima pedida para conhecer o melhor do jazz sul-africano. Enquanto no principal teatro da cidade, o Broadway (na rua Shortmarket), o turista pode apreciar um romântico jantar embalado por peças de comédia, espetáculos de dança, apresentações de jazz e cabaré.

Compras

A Cidade do Cabo está bem abastecida para atender aos desejos de consumo de seus visitantes. O Canal Walk e Grand West, por exemplo, são dois enormes complexos temáticos que reúnem shoppings centers, entretenimento, restaurantes, lojas e cassinos.

O artesanato local também se sobressai na lista de compras. Para encontrar as melhores peças e souvenires africanos, passe algumas horinhas no Green Market Square, bem como nas feiras da rua da Main, em Somerset West, sempre aos sábados pela manhã.

A Long Street, no centro, é mais uma via conhecida por suas variadas opções de lojas, serviços e entretenimento.

Passeios

table_moutain_120X80

Faltam espaço e tempo na agenda para dar conta de todos os passeios possíveis. Para começar, na cidade que nasce aos pés da Montanha Mesa, não tem como deixar de visitar este que é o principal cartão-postal da região. O local é comparado ao Pão de Açúcar carioca e de seu topo se avista toda a Cidade do Cabo. Um cableway, espécie de bonde-teleférico, leva o público até o pico.

Seguindo por um roteiro-padrão, os tours costumam passar pelos locais históricos, as praias e as famosas vinícolas. Os piqueniques no jardim botânico, onde há mais de oito mil diferentes espécies de plantas, e visitas a parques temáticos, como dos pássaros, das borboletas e do aquário, seguem mesma tendência.

Em outro extremo, estão as trilhas para escalar as famosas montanhas sul-africanas. E isso é só o começo da adrenalina, pois os mais radicais podem inclusive fazer rapel. Ou ir à reserva natural do Cabo da Boa Esperança, famosa por guiar até o ponto mais remoto da península, onde as correntes marítimas de Benguela e Agulha se encontram. Uma vista sensacional. Pelo caminho, o visitante pode ainda se deparar com zebra, macaco, antílope, avestruz e dezenas de espécies de aves.

Se no Rio de Janeiro visitar os morros é atração turística, em Cape Town o mesmo acontece com as chamadas towships, as "favelas" onde pessoas de determinadas raças foram obrigadas a morar após o apartheid. Seus moradores são amigáveis e conhecer o local é uma boa oportunidade para entender um pouco mais da história do país.

Transporte

Para alugar carro, é recomendável a carteira de habilitação internacional. Saiba que o volante segue o padrão dos colonos ingleses, isto é, fica do lado direito do veículo.

Já o meio de transporte mais eficiente para conhecer a cidade é a linha turística Cape Town Explorer, que passa pelas principais atrações locais. O visitante pode descer ou subir quando quiser.

Na rua Adderley, ficam os terminais de ônibus municipal com partidas para diferentes pontos de interesse. Outra boa alternativa, até mais econômica do que os táxis, é os chamados Rikkis (tipo de bicicleta com três pneus). Eles estão por toda parte em bairros como City Bowl, Waterfront e Camps Bay.

Por fim, tem o sistema de metrô, chamado Metrorail, que possui 80 estações e cobre quase toda a cidade e região metropolitana. Em alguns trechos, os trilhos estão localizados à beira-mar. Uma vista e tanto para apreciar!

Informações Gerais

  • Fuso: + 5h
  • Clima: No verão a temperatura fica entre 15º C e 29º C. Já no inverno, entre 4º C e 12º C.
  • Moeda: Rand
  • Idioma: Apesar dos demais dialetos tribais sul-africanos, o inglês é suficiente para se comunicar.
  • DDD: 21
  • Voltagem: 220 V
  • População: 1,3 milhão de pessoas
  • Área: 2.445 km²

Dicas de Quem Já Foi

  • Show de bola. Eu conheci e adorei recomendo (1 ano atrás)
    "Show de bola. Eu conheci e recomendo. Morei em Natal RN e comparado a beleza e aos pontos turisticos que Cape Town possui, limpeza da cidade e organização supera a cidade do sol . Demais, recomendo a todos."
  • claudia cunha (3 anos atrás)
    "ai vamos nós"
  • Tatiana (4 anos atrás)
    "Gostei muito!"
  • Mariana Bonaparte (4 anos atrás)
    "Olá! Fiquei 1 mês na Cidade do Cabo em 2007 e fui algumas vezes em uma balada chamada LaMed, que ficava próximo a Camps Bay. Não sei se ela ainda existe, mas se existir é uma boa pedida. Tocam umas músicas super boas de dançar e a galera é super animada!"
Total 5 depoimentos

Dê a sua dica sobre Cape Town (Cidade do Cabo)


Nome:
E-mail:
300 caracteres restantes
Código de Validação: