Florença com a CI

Informações Úteis

Área: 105 km2
População:366 mil habitantes

Outras cidades

Florença

Florença
4 20 5 comentários
Obrigado pelo seu voto.

Capital da Toscana, Florença é também o berço do renascimento na Itália. A ex-colônia romana mais parece um museu a céu aberto, com abundantes marcas de gênios das artes, como Michelangelo, Donatello, Leonardo da Vinci e Boticcelli, além de Nicolau Maquiavel e Dante Alighieri no campo literário.

Toda riqueza cultural da cidade, florescida a partir do século 15, pode ser conferida em palácios, museus, igrejas, galerias e até nas ruas e praças. A paisagem ganha retoque extra com as belezas do Rio Arno, das pontes e das colinas verdes ao fundo.

Distante a 1h30 de trem (de alta velocidade) de Roma, a bela Firenze, assim chamada pelos italianos, tem se revitalizado, sem perder o charme do passado. Graças à crescente população de jovens estudantes, a cidade florentina ganhou brilho contemporâneo. E isso se refletiu em novas lojas, restaurantes, bares e locais públicos reformados. Tudo para manter a mesma efervescência iniciada séculos atrás.

Fiel à tradição, mas conectada ao mundo moderno, Florença ocupa lugar de destaque na lista dos destinos mais importantes da Europa.

Cultura

A cena cultural florentina representa ainda um capítulo vivo do renascentismo italiano. O movimento artístico, que nasceu em Florença e se espalhou pelo resto da Europa entre os séculos 14 e 16, continua muito bem conservado nas igrejas, museus e galerias de arte locais. Os afrescos, telas e esculturas foram eternizadas nada menos por Michelangelo, Leonardo da Vinci, Donatelo, Raphael, Botticelli... O legado cultural passa ainda pelos escritores Dante Alighieri e Maquiavel. 

Cheio de relíquias, o Palácio Pitti, na praça homônima, abriga um importante complexo de exposições. Entre eles, estão as galerias Palatina e de Arte Moderna e os museus da Prata, da Porcelana e das Carruagens.

Aliás, a lista de galerias é grande. A estátua original de Davi, obra famosa de Michelangelo concebida em 1504, está exposta na Galeria dell'Accademia (na rua Ricasoli). Outra galeria importante chama-se degli Uffizi, dona do maior acervo de arte gótica e renascentista do país. 


Vale ressaltar que a produção artística não se resume apenas aos velhos mestres. Muitas galerias e ateliês dão espaço à arte contemporânea e aos jovens artistas e artesões. A For Gallery e a Galleria Alessandro Bagnai são bons exemplos. Os fãs da fotografia, por sua vez, vão curtir o Museu Nacional Alinari della Fotografia.

Devido à vocação artística, Florença tem a agenda cultural cheia o ano todo. Para ouvir música clássica, o Teatro Verdi é a casa de ópera e balé da cidade. Há shows semanais, inclusive da Orquestra de Toscana, que se apresenta de dezembro a maio. Alguns festivais famosos no calendário são o Scoppio dal Carro (domingo de Páscoa) e a Festa de San Giovanni (24 junho). No caso da capital toscana, a vida imita a arte!

 

Passeios

Nada melhor do que começar pelo compacto centro histórico, onde o conjunto de ruazinhas e praças favorece um passeio a pé. Muitas das atrações turísticas estão nessa região. A imponente catedral de mármore Duomo de Santa Maria del Fiore é cartão-postal obrigatório. Seu topo rende uma bela vista panorâmica da cidade.

Dali, a próxima parada deve ser na Praça della Signoria, coração político e social de Florença no passado. Ao seu redor, estão o Palácio Vecchio, construído em 1322 e hoje sede da prefeitura, e a galeria degli Uffizi, que reúne o maior acervo de arte gótica e renascentista da Itália. A leste da praça, eis a Igreja Santa Croce, guardiã dos túmulos de Maquiavel e Galileu Galilei.

Já na praça San Giovanni, fotografe o Batistério, um dos edifícios mais antigo e visitados da cidade. Foi erguido entre os séculos 4 e 7 no lugar de um palácio romano. Destaque para suas portas de bronze.

Já para atravessar o Rio Arno, vá pela Ponte Vecchio, outro ícone arquitetônico de Florença datado de 1345. Pelas margens do rio, divirta-se no parque Cascine, com pistas de corrida, quadras de tênis e piscinas. No trecho do rio em San Niccolò, há até uma praia urbana, com areia natural. No verão, muitos jovens florentinos se bronzeiam ali. 

Noite

Os pequenos bares de happy hour, que com suas mesas e cadeiras se estendem pelas ruas e calçadas, são o ponto alto da vida noturna em Florença, embalada por um crescente público de jovens e intercambistas. A Piazza (Praça) Santo Spirito, por exemplo, é uma das mais boêmias.

Para quem curte música ao vivo, a Dolce Zucchero é uma casa famosa com shows de bandas locais. Inclui pista de dança e recebe uma galera de todas as idades. Já a maior danceteria da cidade chama-se Universale, situada em um antigo cinema dos anos 1940. Antes dos DJs começarem a balada às 23h, funcionam no local um restaurante e pizzaria. 

Comida

A culinária toscana é uma das mais ricas da Itália, dando o tom e o sabor em Florença. As refeições incluem muito pão italiano e vinho como entrada. O presunto, a mortadela e o salame toscanos são igualmente obrigatórios para beliscar. Tudo temperado com muito azeite. Os pratos de carne de caça, como javali, cordeiro e boi, também fazem parte da tradição gastronômica local.
Depois de apreciar uma das receitas clássicas de massa, não deixe de se refrescar com o gelato (o típico sorvete italiano). Em maio, a cidade florentina se transforma na capital mundial do sorvete, graças ao famoso Festival Firenze Gelato. E se bater uma fome no meio da tarde, recorra aos sanduíches panini nos cafés e lanchonetes.

O centro histórico, em especial a região entre a Catedral Duomo e a Piazza della Signoria, reúne diversas opções de restaurantes. As melhores trattorias ficam ao redor da Santa Croce e no bairro de Oltrarno, do lado oposto do rio Arno. Localizada na rua da Porcellana, a Trattoria Sostanza é centenária e badalada por seus suculentos filés. Cuidado para não se lambuzar!  

Compras

Os amantes das artes vão se deliciar por lá. Não faltam boas galerias e lojas com pinturas, esculturas, mosaicos e peças de artesanato e antiguidade. O conhecido mercado de rua San Lorenzo, na praça homônima, vende de tudo um pouco e a preços acessíveis.

Já as grandes grifes da moda italiana e internacional encontram-se ao longo das vias comerciais Tornabuoni e Vigna Nuova. Muitas dessas lojas ocupam até palácios antigos. O comércio de artigos de luxo segue pela Ponte Vecchio. Esse grande cartão-postal florentino abriga mais de 15 joalherias abertas desde o século 16, com o melhor dos produtos em ouro e prata. Pelo centro histórico, há ainda muitas lojas de lembrancinhas para gastar aquela graninha extra da viagem.

 

Transporte

Com a restrição de circulação de veículos em algumas áreas turísticas do centro histórico, a cidade ficou mais tranquila de ser percorrida. Os turistas quase não precisam dos táxis e ônibus locais. Pois circular a pé, de bicicleta ou lambreta são os meios de transporte mais agradáveis na plana e compacta Florença. 

Informações Gerais

Idioma: Italiano
Moeda: Euro
Clima: Temperado, com inverno entre 0º C e 6º C, bem como verão de 20ºC a 35º C.
População: Cerca de 420 mil habitantes.
Fuso: + 4h
Voltagem: 230V
Código local: 055 

Dicas de Quem Já Foi

  • Isolda (2 anos atrás)
    "Tudo em Florença é belo! O centro histórico é arte pura! Enfim tudo é magnífico!"
  • samuka (3 anos atrás)
    "minha dica é: panino con lampredotto! hehe, eu me lambuzo!"
  • Alencar Massulo de Oliveira (3 anos atrás)
    "Estar em Florença é estar dentro de um quadro. Pare. Olhe em volta. Cada cena é uma obra-prima."
  • Paulo Sérgio (3 anos atrás)
    "Para os amantes da gastronomia, e que apreciam uma carne mal passada, a bistecca alla fiorentina é imperdível!!! Faz parte do meu ritual. Já estive em Florença quatro vezes e em todas elas não dispensei esse prato típico local. Uma das provas da existência de Deus."
Total 5 depoimentos

Dê a sua dica sobre Florença


Nome:
E-mail:
300 caracteres restantes
Código de Validação: