Clippings

Publicada em: 21/01/19

Microfranquias atraem jovem empreendedor; veja opções a partir de R$ 4.400

Microfranquias atraem jovem empreendedor; veja opções a partir de R$ 4.400

Dificuldade para entrar no mercado de trabalho, busca por uma rotina com mais liberdade, vontade de empreender. São muitos os motivos que têm levado jovens a investir em microfranquias, aquelas com investimento inicial mais baixo. Segundo estudo da Associação Brasileira de Franchising (ABF), a maioria dos donos deste tipo de negócio tem entre 26 e 35 anos.

“São três elementos principais que caracterizam uma franquia: licença de uso da marca, transferência de método de trabalho para manter um padrão e suporte para gestão”, explica Eliane Bernardino, presidente da ABF-Rio.

Essas são as principais vantagens do modelo, já que o investidor entra em um negócio com uma marca conhecida e tem ajuda de alguém experiente para administrar a empresa. Por outro lado, não é todo mundo que se dá bem no sistema de franchising. “Quem é muito independente, criativo e inovador pode ficar insatisfeito com esse modelo de trabalho, que tem regras de padronização”, diz Elaine.

A maioria das franquias com investimento inicial baixo são na área de prestação de serviços, em que o próprio franqueado é o prestador e pode administrar a empresa de casa, ou negócios pequenos, como quiosques, segundo o consultor especializado em franquias Luis Stockler, da BaStockler consultoria.

Ele diz que é importante escolher um ramo com o qual tenha afinidade. “Geralmente, quem busca as microfranquias está numa situação fragilizada, de desemprego, com pouco capital. A maioria está comprando um emprego, não está empreendendo porque gosta. O ideal é que a pessoa tenha a franquia como um projeto de vida porque vai ter que se dedicar muito.”

Outras dicas do consultor são observar o suporte oferecido pela franqueadora, comparar diferentes marcas e não ter pressa para escolher. “Não se deixe cair em papo de vendedor.

Muita gente toma uma decisão impulsiva e acaba perdendo o único capital que tem.”

A presidente da ABF-Rio recomenda estudar o mercado de atuação, conversar com outros franqueados, manter uma reserva de dinheiro e estudar a fundo o negócio, analisando a Circular de Oferta de Franquia, documento que deve conter todas as informações da marca.

“É importante avaliar muito bem os números, conhecer todos os custos fixos e variáveis, saber qual é a dedicação necessária para atingir o faturamento informado e examinar também o contrato, conhecer as obrigações”, diz ela.

17. CI Intercâmbio e Viagem

– investimento inicial: a partir de 30 mil reais (inclui custos de instalação, taxa de franquia e capital de giro)

– faturamento médio mensal: 100 mil reais

– lucro: 5.000 reais

– retorno do investimento: 6 a 12 meses

CI Intercâmbio

© Fornecido por Abril Comunicações S.A. CI Intercâmbio


Link da notícia: MSN Notícias - On Line


Voltar para Sala de Imprensa