Press Releases

Publicada em: 08/11/05

Adolescentes de classes média e alta desenvolvem projetos sociais e apresentam soluções para algumas comunidades

Adolescentes de classes média e alta desenvolvem projetos sociais e apresentam soluções para algumas comunidades Normalmente aos sábados adolescentes de classes sociais média e alta passam à tarde com seus colegas nos shoppings da cidade de São Paulo. Porém não é o caso do estudante do segundo colegial, Joan Segui e seus amigos de classe, que há quase um ano passam seus sábados ensinando aulas de flamenco, artes e música para a comunidade de favela Paraisópolis. O estudante do colégio Miguel dos Cervantes não é o único a dedicar seu tempo para esta ação comunitária. Jovens de outros colégios uniram-se para participar de um concurso oferecido em parceria com a CI-Central de Intercâmbio e Cidade Escola Aprendiz. Com o objetivo de ensinar a jovens de escolas privadas o conceito de “ajudar ao próximo” através de ações sociais, ambas as empresas convidaram várias escolas privadas de São Paulo para a realização prática destes projetos. No total foram entregues 49 projetos dos quais 10 escolas foram eleitas para colocar o projeto em prática. Desde então, os estudantes finalistas se encontram para aperfeiçoar seus projetos dando o início prático da ação social junto às comunidades carentes. Algumas das ações são: aulas de dança, música e artes em favelas, realizações de clubes bibliotecários entre adolescentes, integração entre alunos de colégios estaduais e privados através do esporte, incentivo a leitura através de carros móveis com livros em entidades filantrópicas, estímulo ao aprendizado teórico de matérias como ciências e história para funcionários da limpeza de colégios privados. Clarissa Konishi, gerente de marketing da CI, acredita que um projeto social como este transforma a visão do jovem em relação à sociedade. “Temos notado através dos projetos entregues e da atitude de cada grupo, a vontade de se fazer à diferença, o desejo legítimo de ajudar ao próximo”, disse Konishi. Joan Segui, um dos finalistas do concurso acredita que esse projeto mudou sua forma de ver o mundo. "Eu moro no Morumbi, literalmente na frente de Paraisópolis e antes de participar do projeto eu via aquilo como uma fronteira. Eu tinha medo. Depois de conhecer, pelas atividades de construção do barracão, conheci as pessoas e passei a freqüentar. Hoje eu sinto que todos nós somos de Paraisópolis", disse o estudante. Os projetos finalistas serão selecionados em novembro. As escolas finalistas são: Anhembi Morumbi, Bandeirantes, Nova Lourenço Castanho e Miguel dos Cervantes. Sobre a CI A CI - Central de Intercâmbio é a maior rede de agências de viagem voltada ao público jovem e com grande experiência em turismo educacional. Há 17 anos no mercado, possui mais de 50 lojas no Brasil que representam conceituadas instituições estrangeiras e oferecem todos os serviços que cobrem às necessidades de quem vai viajar ao exterior seja a trabalho, estudo ou lazer. Informações para imprensa: Assessoria de Comunicação- CI- Central de Intercâmbio Fabricia Bernardi- jornalista responsável Email: fbernardi@ci.com.br Praça: Charles Miller, 152- Pacaembu- SP Fone: (11) 3677-3612- Fax: (11)3672-4022

Voltar para Sala de Imprensa
Novidades CI