Press Releases

Publicada em: 05/06/17

Cinco dicas para abrir uma franquia que associa educação e turismo

Especialista da CI – Intercâmbio e Viagem aponta o que é necessário para começar um negócio envolvendo as duas áreas

O setor de franquias está em constante crescimento, segundo a ABF, Associação Brasileira de Franchising. O faturamento desse segmento, em 2016, foi 8% maior que no ano anterior. Por isso, esse tipo de empresa é uma alternativa para quem deseja abrir seu próprio negócio.

 

Entre os setores que obtiveram crescimento, estão o de turismo e de educação. Um ponto que une essas duas áreas é o intercâmbio estudantil, que tem conquistado cada vez mais brasileiros. Segundo dados da Belta, só no estado de São Paulo, a venda de programas desse tipo chegou a 100 mil unidades em um ano. O gerente de Franchising da CI – Intercâmbio e Viagem, Henrique Munhoz, dá algumas dicas para quem pretende abrir uma franquia nesse segmento.

 

ESCOLHA O MELHOR FORMATO: Existem diversos modelos de franquias no mercado, por isso, para obter sucesso é preciso escolher a que mais se adequa à situação do futuro franqueado. “Pense no local onde quer abrir, no público que deseja alcançar e no seu estilo de vida. Na CI, por exemplo, temos o modelo home office, que possibilita trabalhar em casa, e tem investimento inicial de apenas R$ 3 mil, que é uma opção interessante”, afirma Munhoz.

 

CONHEÇA OS DOIS SEGMENTOS: Os programas de intercâmbio são a união entre educação e turismo, por isso, para trabalhar nesse segmento, é necessário conhecer um pouco das duas áreas. “O interessado precisa conhecer os tipos de programas disponíveis, os destinos mais procurados e o perfil de cada um. Isso dará mais segurança para o franqueado de garantir um serviço personalizado, que atenda às expectativas do cliente”, comenta.

        Além de seguir com os dois segmentos, o franqueado pode criar um serviço ainda mais personalizado e incluir um terceiro setor na franquia, como por exemplo o de esporte. “Na Amaze Sports é possível reunir o estudo, o turismo e também o esporte. Explorar esse terceiro segmento alcança um público especifico, que no primeiro momento pode não se interessar pelo intercâmbio, mas ao possibilitar o cliente participar de campeonatos em outros países, e competir com jogadores do mundo todo, pode ganhar a atenção do desinteressados”, quem acrescenta com essa dica é o diretor da Amaze Sports, Marcio Della Volpe.   

 

PESQUISE SOBRE O TEMA: “O ideal é que o franqueado se mantenha informado sobre todas as novidades do turismo e da educação e entenda as necessidades ligadas aos programas de intercâmbio, como passagem aérea, visto, seguro de viagem, acomodação e o processo de escolha da escola e do destino onde o intercambista irá estudar, dentre as muitas opções oferecidas”, analisa o gerente.

 

BUSQUE UMA REDE CONSOLIDADA: A grande vantagem das franquias é contar com o suporte de uma marca consolidada, por isso, Munhoz aconselha optar pela rede que oferece a melhor infraestrutura e que é bem vista pelos consumidores. “Na CI, são 28 anos de mercado, presença nacional e internacional, crescimento e investimentos constantes e treinamento e suporte aos funcionários, fatores que passam credibilidade e segurança para o investidor. No final das contas, estas são as qualidades que as pessoas procuram quando pretendem abrir uma franquia”, explica.

 

GOSTE DE VIAJAR: É importante ter paixão pelo que está vendendo, e alguém que gosta de viajar é mais indicado para dar dicas aos clientes. “O que estamos proporcionando é uma experiência única, que possibilita imersão em uma nova cultura, aprendizado de um idioma, formação diferenciada e a vivência com pessoas de culturas muito diferentes”, completa Henrique Munhoz.


Assessoria de Imprensa:

Dezoito
Thiago Garcia
(11) 3674-4400 Ramal: 4449 Direto: (11) 3674-4419
thiago.garcia@dezoitocom.com.br


Voltar para Sala de Imprensa
Novidades CI