Eu Fui!


Gustavo Martins

Cursou Universidade nos EUA

Nunca pensei que essa experiência de viver no exterior pudesse agregar tanto ao meu modo de agir, de falar e de enxergar certos momentos por uma outra óptica. " Um ano de America hein!" Seria o que alguns brasileiros diriam, e a segunda pergunta seria "E o Inglês?! Ta bom né?!" O Inglês na verdade é apenas um dos quesitos comparado com os lugares, situações e pessoas que cruzam seu caminho.

Através da CI tive a oportunidade de escolher a universidade ideal nos Estados Unidos para finalizar meu curso de Engenharia. A experiência de viver em um college no exterior é ímpar, as pessoas são acolhedoras e estão sempre a disposição. Talvez a dificuldade no início seja o idioma, mas nada que a pratica não resolva, já nem sei quando apreendi falar em inglês. Hoje em dia após intensivas aulas de redação, com redações de até 10 paginas, me sinto mais proficiente escrevendo em inglês do que em português.

As atividades no campus são muito interessantes, tem pra todas as tribos, no final do meu primeiro semestre entrei no time de natação e na banda de jazz pra ganhar uma graninha, eles prezam muito atividades extra-curriculares.

Nunca imaginei que estudar fora do país fosse algo tão perto da minha realidade, tão pouco imaginei que fosse gostar tanto. Hoje já penso na minha formatura daqui dois anos...

Nunca pensei que essa experiência de viver no exterior pudesse agregar tanto a meu modo de agir de falar e de enxergar certos momentos por uma outra óptica. " Um ano de America hein!" Seria o que alguns brasileiros diriam, e a segunda pergunta seria; E o Inglês?! Ta bom né?! O Inglês na verdade é apenas um dos quesitos comparado com os lugares, situações e pessoas que cruzam seu caminho. Através da CI tive a oportunidade de escolher a universidade ideal nos Estados Unidos para finalizar meu curso de Engenharia. A experiência de viver em um college no exterior é ímpar, as pessoas são acolhedoras e estão sempre a disposição. Talvez a dificuldade no início seja o idioma, mas nada que a pratica não resolva, já nem sei quando apreendi falar em inglês. Hoje em dia após intensivas aulas de redação, com redações de até 10 paginas, me sinto mais proficiente escrevendo em inglês do que em português. As atividades no campus são muito interessantes, tem pra todas as tribos, no final do meu primeiro semestre entrei no time de natação e na banda de jazz pra ganhar uma graninha, eles prezam muito atividades extra-curriculares. Nunca imaginei que estudar fora do país fosse algo tão perto da minha realidade, tão pouco imaginei que fosse gostar tanto. Hoje já penso na minha formatura daqui dois anos...

Blog Caia no Mundo

Novidades CI