Eu Fui!


Samanta de Oliveira Souza

Morar fora do meu país, vivenciar uma nova cultura, uma outra língua, outros costumes sempre foi meu sonho desde os 13 anos. Com 23, já madura o suficiente aprendi a viver uma vida diferente em Washington DC, um lugar que me acolheu muito bem. Esse lugar tem história, tem cultura, gente bonita e uma boa educação.

Estou simplesmente amando minha experiência como au pair, tive e ainda tenho muita sorte com minha família, tanto que em junho de 2007 começo o segundo ano da minha jornada.

Cuido de 2 meninos - Luke (4 anos e meio) e David (quase 7), são minhas grandes paixões, meus pequenos e grandes amores. Temos um relacionamento ótimo, claro que não era maravilhoso no começo quando uma estranha passou a morar na mesma casa e dividir a mesa do jantar, ao longo de quase um ano aqui conquistei muito respeito, muito amor e carinho de todos.

Já não mais Samanta - a au pair, sou a Sam que se diverte com o jeito desajeitado do seu Host, que admira e respeita muito sua Hostsister (estamos mais pra irmãs do que pra "mãe"), ela é como minha irmã mais velha que me dá conselhos de academias, médicos, de comidas mais nutritivas, que me empresta roupas, jóias e maquiagens pra qualquer festa que seja, sou a Sam que ama ir na piscina com o David, a amiga fiel do cachorro e a eterna "Tementa" pro Luke, que já até diz por iniciativa própria "Eu te amo" em vez de "I love you".

Seja na companhia da minha host family ou de amigos do meu namorado, pude conhecer lugares lindos, e vivenciar culturas mais exóticas ainda como um casamento típico e tradicional Indiano, com direito a Saree (traje indiano), fora Carolina do Norte, Saint Michels - MD, Williamsburg - VA, Aruba, Saint Thomas, Barbados, Dominica, Porto Rico, e obvio minha ida ao Brasil pra matar a saudade da melhor família do mundo.

Ser au pair não é fácil, mas as coisas fáceis perdem seu valor.

Blog Caia no Mundo

Novidades CI