Perth

Perth

No extremo oposto a Sydney fica esta que é conhecida como a cidade mais isolada do mundo. A metrópole mais próxima, Adelaide, fica a quase 3 mil km de distância. Com mais de 2 milhões de habitantes, Perth se espalha nas margens do rio Swan até ele desembocar no Oceano Índico. Capital da Austrália Ocidental, ela soube não só se moldar a sua geografia como a construir uma das melhores qualidades de vida do país.  Sofisticada, cosmopolita e moderna, Perth já teve minas de ouro e hoje possui um custo de vida mais barato do que as demais cidades australianas. Cidade-praia, tem no mar sua principal fonte de riqueza – e alegria.
Perth - carrossel 1
Perth - carrossel 2
Perth - carrossel 3
Perth - carrossel 4
Perth - carrossel 5

Informações úteis: Perth

É tropical e ensolarado na maior parte do ano. No verão, de dezembro a fevereiro, a temperatura máxima chega a 40°C. Já no inverno, varia entre 8°C e 20°C
Inglês
Cerca de 2,04 milhões de habitantes
6.418 km²
(UTC +8) 11 horas à frente do horário do Brasil
Dólar australiano
+8
220-240 V

Cultura

Os ingleses colonizaram, dezenas de nacionalidades imigraram, nativos resistiram: em tudo isso Perth se assemelha às demais metrópoles australianas. Sendo a cidade mais habitada da costa oeste, no entanto, ela ganha imenso destaque. No Perth Cultural Centre isso fica mais do que claro: a imensa área próxima da central de trem reúne os principais museus e espaços culturais, dentre eles a Art Gallery of Western Australia, que conta com um rico acervo aborígine, e o imponente State Theatre Centre, que apresenta de comédia à ópera, passando por produções musicais e infantis.

Vale tirar o dia (e voltar mais de uma vez) para passear livremente pelo Perth Cultural Centre visitando o que mais chame a atenção: toda a área foi revitalizada para sediar esse complexo com a intenção bem-sucedida de ser um lugar agradável, para passeio. Aprender caminhando é também o objetivo do roteiro Historic Guildford: por cerca de uma hora o viajante percorre um circuito formado por treze construções e áreas marcadas com placas explicativas em meio a um bairro que parece perdido no tempo. Trata-se de uma região colonial fundada em 1829 e que permanece quase intacta, às margens do rio Swan.

Indo um pouco mais longe, vale muito a pena ir até o Museu Marítimo, em Fremantle, meia hora ao sul do centro de Perth. O museu em forma meio de barco, meio de concha conta a fascinante relação da Austrália Ocidental com o mar.

Comida

No quesito cozinha, Perth prepara delícias multiculturais. Os vários restaurantes oferecem tanto pratos típicos (como os à base de batatas, de frutos do mar ou carnes exóticas) quanto o melhor da culinária internacional. Aproveite para degustar à mesa os bons vinhos australianos, muitos deles produzidos em vinícolas da própria região.

Os estabelecimentos situados à beira-mar e na orla do rio Swan são os mais charmosos. Ao mesmo tempo, é possível comer bem nos inúmeros pubs e cafés espalhados na cidade. Vale tomar um café na Cappucino Strip, na histórica e portuária Fremantle. Bairros próximos ao centro, como Subiaco e Northbridge, contam com opções gastronômicas premiadas. No Fishing Boat Harbour, pescados e frutos do mar fazem a festa dos comensais.

Noite

Apesar da atmosfera pacata, Perth tem uma vida noturna interessante. A região do centro apresenta boas alternativas de balada. A maioria não cobra entrada e paga-se apenas o consumo. Mas a noite ferve mesmo em Fremantle, região portuária e celeiro de bares e baladas. O agito boêmio em Perth costuma terminar entre 2h e 3h da manhã. Mesmo assim, dá para curtir bastante!

O que fazer

O que fazer em Perth? Como toda cidade litorânea, Perth tem muitas opções naturais de lazer. As praias de água morna do Índico são propícias tanto para o banho quanto para o surfe. As mais tranquilas para nadar e tomar sol ficam no centro, ao passo que as enseadas mais afastadas são as mais procuradas para o esporte com prancha. Os surfistas adoram as praias de Lancelin (1h ao norte), Yallingup e Margaret (ambas 2h ao sul). City Beach, Indiana Cottesloe, Floreat e Swanbourne são mais desertas, bastante frequentada por nudistas.

Nenhuma dessas praias, no entanto, supera os encantos da Ilha Rottnest, a 35km do centro e principal cartão-postal da cidade. Lá, é possível nadar, pescar, velejar, surfar e mergulhar em águas cristalinas, enfeitadas por bancos de corais e peixes coloridos. Trilhas e passeios de bicicleta completam o percurso no belo arquipélago.

Os atrativos aquáticos continuam pelo rio Swan, que corta a cidade de norte a sul, acompanhando os imponentes arranha-céus. De pequenos veleiros a navios de médio porte, há muitas formas de passear pelo rio curtindo o visual. Perth também tem um dos maiores aquários do país, o Aqwa. Nele, os mais corajosos podem mergulhar com tubarões em um tanque de 3 milhões de litros de água.

Encantos terrestres você encontrará no Zoológico de Perth e no Kings Park e Jardim Botânico, outros lugares muito agradáveis para passear e relaxar. E, para conhecer um pouco da fama local de "cidade do ouro", vale dar uma passadinha na casa da moeda, a Perth Mint, uma das mais antigas do mundo. O público pode assistir a todo o processo de derretimento e moldagem de barras de ouro.

Compras

No centro da cidade, mais precisamente no distrito de negócios chamado West Perth, existem ótimas lojas. As principais ruas comerciais da região são a Murray e a Hay, onde o consumidor encontra shoppings, galerias e até uma réplica do Big Ben de Londres.

A apenas alguns minutos de carro do centro, o bairro Subiaco é igualmente tentador, pois abriga mercados repletos de grandes achados até butiques com badaladas grifes australianas e europeias.

Transporte

Perth conta com um eficiente e pontual sistema de transporte público, que divide a cidade em seis zonas, com diferentes preços de tarifas. Linhas de ônibus, de trem e ferry boats operam de forma integrada. Ao comprar um bilhete, o passageiro pode utilizá-lo quantas vezes quiser, durante duas horas, em toda a malha disponível.

Além disso, no centro, existem outras três linhas de ônibus específicas que são gratuitas e circulam pelos principais pontos turísticos. O melhor de tudo é que os coletivos demoram, no máximo, cinco minutos para chegar ao ponto.

Principais opções de intercâmbio